NBR 12543

A NBR 12543, através da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), tem por finalidade criar definições básicas para os termos técnicos utilizados na proteção respiratória. Descreve os procedimentos de utilização, seleção, cuidados e limpeza dos EPI’s.

NBR 12543

A NBR 12543 também estabelece uma nomenclatura  que deve ser utilizada nos textos, instruções de uso e catálogos dos equipamentos de proteção respiratória (ver anexo C).

A NBR 12543, descreve ainda os diversos tipos de proteção respiratória existentes, além de trazer as definições técnicas que o ar respirável deve possuir, como por exemplo, os limites de névoa de óleo e hidrocarbonetos permitidos, taxa de oxigênio, quantidade de COCO2 e ponto de orvalho. A norma pode ser obtida no site da ABNT.

A NBR 12543 foi publicada em 1986 e, a partir desta data, ao serem preparadas as primeiras Normas Brasi leiras sobre equipamentos de proteção respiratória (peças faciais, filtros mecânicos e químicos, e máscara autônoma), surgiu a necessidade de definir novos termos técnicos e corrigir a definição de outros. Com o aparecimento do Programa de Proteção Respiratória, Recomendações, Seleção e Uso de Respiradores, publicado pela Fundacentro em 1994, surgiram novos conceitos e foram acrescentados novos termos, principalmente ligados à área de Higiene Ocupacional.

O anexo A, traz os requisitos que a qualidade do ar respirável deve satisfazer.  De acordo com a Norma ANSI Z86.1-1989/CGA G-7.1, o ar respirável grau D, deve ter:

Limites de Exposição e Descrições

Oxigênio

19,5 a 23,5% (Vol.)

Água

Ausente

Ponto de Orvalho

-10°C, abaixo da menor temperatura ambiente esperada

Óleo condensado

5 mg/m3, nas C.N.T.P

Odor

Isento

Dióxido de carbono

< 1000 ppm